terça-feira, 13 de março de 2012

Dedos sorridentes!

09/03/2012, Cotonou – BeninHoje fui passar o dia em Ladji novamente!
Sempre saio de lá com um sorriso enorme por ver a felicidade das crianças, mas a forma como os professores as tratam me faz muito mal. Eu sei que sempre fui sensível demais, mas é realmente muito revoltante, acho que até uma pessoa mais “durona” ficaria indignada. Na minha opinião, a violência nunca é a melhor saída, mas eles parecem pensar MTO diferente..
Enfim, vamos mudar o que é possível e aliviar o que não pode ser mudado. Estou tentando fazer a minha parte e colorindo um pouquinho essa triste realidade.
Caminho para escola..

 

Eu e as outras pessoas que trabalham em Ladji sempre vamos de barquinho para escola, mas os moradores da comunidade caminham por dentro da água mesmo. Não é fundo, mas é MTO sujo.


Quando cheguei na escola fui recebida com muitos sorrisos e com a mesma saudação de sempre. Eles cantam uma música toda vez que chega uma pessoa diferente.. é muito bonitinho, eu tenho vídeos disso, mas não consigo postar pq a internet é muito ruim. Na volta para Pelotas mostro tudo! =)
Mas então chegou a hora de trabalhar!
Os professores me deixam sozinha com a turma, o que é ótimo, pois as crianças conseguem se soltar mais e eu tenho liberdade para fazer brincadeiras. Quando os professores estão junto as crianças ficam meio duras.. sem saber se podem ou não dar risadas e tocar em mim.
E HOJE FOI MUITO LEGAL!
Eles pintavam a camisetinha e eu fazia uma carinha no dedo de cada um. Uma coisa MTO simples, eu sei. Mas gente, vocês precisavam ver a alegria que isso proporcionou.
Eu escutava eles fazendo aquelas vozinhas fininhas como se o dedo fosse um boneco..
Me senti feliz por ver a felicidade deles!
Chegou uma hora que eles começaram a pedir para fazer carinhas em um dedo da outra mão também. No início não entendi o pq, mas depois vi que o retalho de papel que sobrava da camisetinha que cada um pintava estava virando outro bonequinho.
Isso me fez pensar muito..
Poxa, um retalhinho de papel que não devia ter nem 10cm foi capaz de proporcionar tudo isso... Ai é impossível não se reavaliar.
Minha mãe sempre falou que a felicidade é algo muito pessoal e que ela está nas pequenas coisas. Pois é Dona Grace.. Te vejo todos os dias aqui.






Na volta da escola dois alunos maiores geralmente nos acompanham, eles vêm dando risada da minha cara pois dizem que eu sou mto assustada. Já tão até fazendo piadinha cmg.. que absurdo isso! auhauhauahuah
Depois do trabalho em Ladji fui direto para ENEAN, pois tinha uma reunião com a madame Solange. Acho muito engraçado falar isso, Madame Solange.. Parece apelido de deboche.. hauhauhauah
Então, a madame tem um projeto com a aiesec, eu não sei bem do que se trata, mas é com crianças. Ela me convidou pra fazer parte e como eu ainda tenho dois dias livres na semana, combinamos que eu vou ir ver como é, se gostar vou trabalhar com ela também.
Mas o mais legal da reunião foi o convite que ela me fez para ir conhecer Togo, que é fronteira com Benin. Não sei ao certo o que vou encontrar, mas estou com uma grande expectativa.. é sempre legal conhecer outro país, ver outras pessoas, sei lá..
E esse foi meu dia de hoje..

Vou indo lá que ainda tenho que arrumar minha mochila e colocar a máquina fotográfica e a filmadora para carregar. Segunda-Feira volto cheia de novidades e fotos para vocês!
Beijos e bom final de semana para todo mundo! 

*Música que me fez feliz hoje: O veneno – O surto.

Um comentário:

  1. Paulinha, querida, não tenho dúvidas de que a felicidade pode sim caber em menos de 10 cm de papel e um tanto de criatividade. Pensa, entretanto, que é a tua determinação em fazer muito com pouco que tem promovido todos esses sorrisos. Fico cada vez mais orgulhosa de ti, meu amor. Acho que muitos professores de escolas públicas, obrigados a lidar com a escassez de recursos, precisariam ter uma lições contigo. É isso. Beijão.

    ResponderExcluir