sexta-feira, 30 de março de 2012

Dia ruim..

22/03/2012
                Não sei dizer ao certo se hoje acordei mal devido a cena que presenciei ontem em Ladji ou se foi pela péssima noite de sono, só sei que não estou legal.
                Sai cedo de casa para ir trabalhar com as outras duas turmas, mas não consegui, não consegui seguir o caminho para escola.
Quando saí na rua e olhei para os lados, comecei a ver toda sujeira, pobreza, as pessoas, as crianças trabalhando, o céu cinza e foi impossível conter as lágrimas. Quando me dei conta estava chorando no meio da rua, acho que por estar aqui sozinha fico mais sensível que o normal.
Hoje é um daqueles dias que não queria ver ngm e só o colo da minha mãe faria tudo ficar bem..
Enfim, achei melhor não me forçar a ir, não sei se hoje conseguiria só respirar fundo. E além do mais, as crianças não merecem que eu vá pra lá sem vontade, quero conseguir dar o meu melhor. Resolvi adiar a coroação de hoje para a próxima terça...
Apesar do dia ruim, pensamento positivo!
Amanhã tudo será melhor, afinal não tem escuridão que dure mais que a madrugada... 

*Música de hoje: Eu vou seguir – Marina Elali 

OBS.- Hoje um dos meus melhores amigos está de aniversário!
Parabéns Lipe, tudo de bom e nunca esquece que sou muito feliz por te ter em minha vida!


Pensei em colocar aqui uma foto bonitinha em que tivessemos sorrisos prontos e tal, mas achei essa mais a nossa cara.. sem falar do lindo caldiiiiiiiinho que te dei depois! ahuahuahuha
Te amo Lipe!

terça-feira, 27 de março de 2012

Era uma vez...

21/03/2012
Era uma vez um reino tão tão distante, onde as crianças não tinham brinquedos e nem mesmo muito tempo para sonhar ou brincar. Apesar de toda dificuldade que esses pequenos enfrentavam, eles eram muito parecidos com qualquer outra criança, pois conseguiam conservar a beleza de sorrir com as coisas mais simples e o lindo brilho no olhar que só quem tem uma vida inteira para descobrir é capaz de ter.
O nome desse reino é Ladji, e hoje tive o privilégio de presenciar a coroação de muitos príncipes e princesas por lá.


 

Como todo conto de fadas que se preze, também é possível encontrar ogros em Ladji, lá eles se chamam professores. Hoje infelizmente um ogro furioso atacou uma pequena princesa e foi uma das cenas mais tristes que já vi na vida, pois não chegou nenhum rei para salvá-la no final.
Eu estava terminando de pintar algumas coroas com as crianças, quando escutei muitos gritos e por alguns minutos custei a crer que aquilo estava acontecendo outra vez.
Uma menina de uns 6 ou 7 anos, deitada de bruços na mesa, com a planta dos pés para cima, gritando e chorando, enquanto o professor batia (muito forte) com uma madeira nos seus pés. Me doeu escutar aquela criança gritando “Perdão mestre”, com uma coroa na cabeça...
Na história que eu estava escrevendo o ogro não existia e nem mesmo tinha o direito de roubar aquele sorriso lindo que eu tinha ganhado.
Essa é a hora em que tenho que respirar fundo para me acalmar e não ter um ataque de fúria ou de choro.
Essa é a menina minutos antes..


Pelo que o Candid me explicou, o professor batia nela pq ela havia levado o caderno para casa e hoje deveria trazê-lo de volta, mas esqueceu. 
Aiiii... sabe quando alguém consegue matar metade da magia do momento? Pois é... foi isso que o ogro fez.
Quando a princesinha voltou para sala, ainda soluçando, a única coisa que pude fazer foi dar mais um coração para que ela colasse na sua coroa e secar suas lágrimas.
Impotência, impotência... EU TE ODEIO!


E para quem ainda não sabe, nem toda princesa mora em castelo, tem olhos azuis, cabelo liso ou a pele branca como a neve...

Pois bem, após sair de Ladji encontrei a Chiraz e fomos comprar tecidos, acabei me perdendo no meio de tantas cores e formas diferentes. É muito difícil escolher, pois são todos muito chamativos e eu sou discreta, sempre gostei de roupas de uma cor só e de preferência escuras. Mas vamos arriscar né, talvez o verde limão não fique tão ruim assim.. hauhauhauah 

               
                 Quando terminamos de escolher a Chiraz foi pra casa com os tecidos e eu fui dar uma volta na feira de artesanato.
                Tenho vontade de levar TUDO para casa, hoje comprei um xilofone!
                Quando cheguei em casa  ficamos brincando um tempão com ele.. as gurias dizem que não sei tocar pq não tenho o sangue africano. Ahuahuaha
Azar.. mesmo assim fiquei toda faceira com meu brinquedo novo!

 Hoje o dia foi movimentado!
Estou morta...
Beijos e Boa noite!

Que feio Drª

21/03/2012
Me sentei agora para escrever sobre o dia de hoje e simplesmente não consigo.
Estou engasgada com uma história e preciso desabafar... Como o blog funciona como o meu diário, vamos lá então.
Sem indiretas... Tudo as claras.
Hoje recebi essa mensagem:
"Oi Paulinha.
Quero te pedir pra deletar os comentários que fiz no teu blog.
Não vou acompanhá-lo mais, nem manterei mais contato contigo.
E por favor, não entre mais em contato comigo.
Em nome de nossa amizade, sei que vais entender. Obrigada.
Beijos."
Ela foi encaminhada pelo e-mail do meu grade amigo Álvaro Guimarães como se tivesse sido escrita por ele.
Na hora em que li achei muito estranho e custei a acreditar que ele realmente tivesse feito isso. Em primeiro lugar não haveria motivo e depois isso não faz o perfil dele.
Somos amigos de verdade, nossa amizade tem bases sólidas e foi construída com muito respeito, cumplicidade e companheirismo. Coisa que sua atual namorada infelizmente não consegue entender.
Já não é a primeira vez que a advogada Claire Ferreira (sim, ela é advogada e tem o mesmo sobrenome) se vale da internet para perturbar a vida alheia sem precisar mostrar a cara.
Agora me diz, pra que?
Olha a que ponto chega a loucura dessa pessoa...
Eu estou do outro lado do mundo, não me lembro dela nem na hora de ir ao banheiro e ela simplesmente resolve vir encher o meu saco.
Em um primeiro momento fiquei puta da cara, mas depois só pude sentir pena, muita pena. A vida da Claire deve ser muito ruim mesmo, pra ela não ter nada melhor pra fazer. Vai lavar uma roupa, pintar as unhas, freqüentar uma academia, ler um livro... ou até mesmo mandar mensagens infantis e idiotas, mas se quer mandar ao menos assume!
Se tem vontade de escrever, escreve.... Mas diz quem é.
Sabe, eu podia não mencionar a Claire Ferreira aqui, pois sei que ela não merece nem um segundo da minha atenção. Mas acho que isso tem que acabar, chega de ficar se escondendo atrás de um computador. Quem tem coragem de fazer, tem que ter coragem de assumir. Eu odeio falsidade, injustiça e covardia.

Vamos encarar isso como o meu direito de resposta, ok?! 

Enfim.. peço desculpas para todo mundo que não precisava ler isso, mas eu tinha necessidade de escrever.  

OBS. - A vida é muito redonda e tudo que a gente faz volta. É impossível colher coisas boas se as sementes usadas são podres. #ficadica!


Agora é oficial

20/03/2012
Depois de trocar inúmeras mensagens com o menino responsável pelo projeto de Portugal, decidi que realmente vou para Coimbra, pois gostei da proposta e acho que vai ser uma experiência bem legal. A data que antes era do dia 13.04 teve que ser antecipada para o dia 03/04 devido a um treinamento que vai acontecer lá mesmo.
Estou feliz, com uma enorme expectativa pelo que me aguarda, mas ao mesmo tempo já sinto uma saudade antecipada das pessoas daqui.
Quando cheguei em casa as gurias estavam me esperando cheias de suspense, elas estavam escrevendo em um caderninho e me perguntaram a cor preferida da mãe, da Duda e a minha. Fiquei mega curiosa, mas elas não me disseram nada.
Ai não me canso de dizer.. Elas são umas queridas!
Como já está muito perto do dia 03 combinamos que amanhã vamos comprar os tecidos para as minhas roupas, afinal quero ir embora daqui vestindo roupas típicas. Tenho certeza que a diferença que vai existir por fora não chegará nem perto de todas revoluções que aconteceram dentro de mim.
Paramos para somar minha PEQUENA listinha de compras e vimos que ela tem nada mais nada menos do que 78 metros de tecido! Acho que com tudo que quero levar na mala vou ter que deixar metade das minhas coisas aqui! Hauhauhauhau
Como todos os dias, conversamos muito hoje... A Chiraz sempre diz que eu tenho muito amor no coração e que por isso vou ser mãe de gêmeos (MEDO), hoje ela foi mais além, disse que isso vai acontecer daqui a 3 anos (MTO MEDO). Eu disse que não vai, mas que se acontecer, eu vou vir grávida aqui em Benin com meu marido e que ela vai ser dinda de uma das crianças (que coisa estranha escrever sobre isso).
Ai ai eu me divirto com essas gurias... 

Aaaa.. já ia esquecendo! Hoje fui até Ladji, mas não fui na escola. Preferi deixar para ir amanhã, pois hoje o Candid (psicólogo que me acompanha) estava com muita dor de cabeça. Ele disse que nós podíamos ir, mas eu fiquei com mta pena dele, pois lá é uma gritaria só.
Sem problemas vamos amanhã de manhã! =) 

                Amanhã o dia vai ser uma correria só! COISA BOA! (Cheguei a conclusão de que não sei ter muito tempo livre, eu gosto da vida movimentada) 

Bom mas é isso gente!
Beijos Boa noite!

Dia tranquilo

19/03/2012
Depois de toda agitação de ontem, hoje tive um dia bem calmo.
De manhã dormi bastante e de tarde comecei a preparar a atividade que vou levar amanhã para Ladji.
O que será que vai sair daqui??


COROAS!


Já faz um tempinho que venho pensando em fazer coroas com as crianças, pois se minha irmã e suas amiguinhas amam princesas, príncipes e suas histórias encantadas os pequenos daqui devem gostar também.
Estou louca para ver a reação deles!
Sei que a vida aqui está longe de ser um conto de fadas, mas brincar e sonhar faz com que tudo fique um pouco melhor.. Vamos lá então.  

Bom, mas de noite sentei para conversar com as gurias a respeito da mudança nas datas dos meus vôos. Elas já sabiam que eu ia embora antes e entenderam bem, mas agora que já é praticamente certo, ficamos mais chorosas.
É estranho sabe, mas acho que por estar longe de casa, da minha família e dos meus amigos acabei me apegando muito mais fácil a elas. Tenho vontade de levá-las comigo!
Ai ai.. a hora da partida é sempre um problema.
Conversamos muito, rimos, derramamos algumas lágrimas e combinamos várias coisas para esse tempo que ainda nos resta juntas.
Entre as exigências delas está a tal janta brasileira.
Siiiiiiiiiiiim... eu tenho que fazer uma janta típica! O único problema está na minha falta de habilidade com as panelas.. Mas prometi, agora vou ter que dar um jeito. (Se alguém tiver alguma idéia de cardápio e de sobremesa estou aceitando. Se a receita vier junto agradeço mto)  

Bom gente, mas vou ficando por aqui pq está tarde e amanhã às 6:30 meu vizinho começa a cantar.. Dele não vou sentir saudade! auhauhauhauh

Beijos e boa noiteeeeeee

Pra terminar o dia!

               Depois de percorrer toda rota dos escravos resolvemos descansar um pouquinho na praia. Como sempre fiquei louca de vontade de me atirar na água, mas hoje era impossível, não tinha outra roupa e íamos voltar de carro.. Azar ao menos os pés eu molhei! =D


O mar daqui é furioso, as ondas são muito grandes e fortes. Será a ressaca histórica?

Só pra não perder o costume peguei mais algumas conchinhas para minha pequena!

Nessa casinha acontecem alguns trabalhos de Vondou.
Fiquei com MTA vontade de chegar pertinho pra ver, mas as gurias disseram que não dava, pois as pessoas que praticam os rituais não são muito receptivas com estrangeiros. Respeitei né.. mas não posso negar que continuei curiosa! Hauahuahua

Minhas lindas! Todos os dias agradeço por ter tido o privilégio de conhecer a Farhat e a Chiraz, elas são pessoas muito especiais.. Vou levá-las para sempre dentro do meu coração.
Depois de tudo que vi e aprendi hoje, respeitei ainda mais a história de Benin e do seu povo. Realmente ter vindo para cá foi uma das decisões mais certas que tomei na minha vida, todos os dias aprendo alguma coisa, e isso já faz tudo valer a pena.


Benin me ganhou, simples assim!
E esse foi o dia de hoje, espero que vcs tenham gostado!
Beijos, boa noite e saudade!!

Rota dos escravos!

Todos os escravos que saiam aqui de Benin embarcavam nos navios negreiros a partir de Ouidah. Nossa próxima parada foi composta de várias paradinhas, pois percorremos toda rota que eles faziam até o embarque.
As fotos a seguir foram tiradas em diferentes locais da cidade, demoramos mais de 2 para fazer todo caminho.
Essa praça era o ponto de encontro dos traficantes com os senhores, aqui os escravos eram expostos e vendidos.

Antigamente no lugar desse monumento existia uma grande árvore. Quando os escravos passavam por aqui giravam ao seu redor como símbolo de respeito a sua terra, família e cultura, eles acreditavam que assim não perderiam sua essência africana.
Obs.- Depois que esse menino Libanês viu minha bandeira do Brasil só queria tirar fotos com ela. Tirei essa.. mas depois disse pra ele que não queria ficar tirando fotos com a bandeira nesses monumentos, afinal não tinha orgulho dessa parte da história. Ele entendeu e pediu desculpas. Hauhauhauh


Depois de percorrer um longo caminho em péssimas condições era normal que muitos escravos ficassem doentes e se tornassem sem serventia. Não era bom que os escravos que não serviriam para o trabalho ocupassem espaço no navio, então eles eram colocados nessa praça para esperar a morte. Simples assim. Bá que horror...



Nesse espaço só se pode entrar de pés descalços como forma de demonstrar respeito.
                Depois de feita a seleção pelo “padrão de qualidade” era hora de ir pra praia.




Os escravos eram colocados nessa casa para esperar até o embarque.
Eu sei que é psicológico, por saber da história, mas senti uma vibe muito estranha aí dentro, sei lá...


E esse era o portão de embarque..
Do lado esquerdo tem essa escultura que representa o homem africano e sua força.


E do lado direito tem essa que representa as mulheres com seus filhos.

Sempre aprendo muito nesses passeios, mas me sinto um pouco mal, pois é uma parte muito sofrida da história.. Em vários momentos tenho vontade de chorar.
Vendo tudo isso me torno ainda mais intolerante ao racismo. Não entendo como muitas pessoas brancas podem não gostar de negros, eles é que deveriam ter preconceito com os brancos, olha tudo que sofreram..

quinta-feira, 22 de março de 2012

Bosque Encantado!

Nossa segunda parada em Ouidah foi o bosque encantado. Lá tem muitas estátuas e histórias a respeito da tradição Vondou.. é bem legal e bonito.

Essa é a representação de um boneco típico do Vondou, olhem como ele está com várias “agulhas” enfiadas no corpo. Cuidado gente, vou aprender a fazer isso e voltar perigosa para o Brasil! uhauhauhau


Essa é a árvore sagrada do bosque, o rei que vivia aqui acreditava que ela era capaz de realizar desejos.


Já que estamos aqui vamos tentar, né?!


Essa casinha era usada quando alguém ficava doente. Diz a história que bastava colocar o doente aí dentro durante a noite que no outro dia ele acordaria curado.


Esses são os guardas do rei.
Diz a lenda que durante a noite a cabeça deles se transformava e eles ficavam com duas faces para cuidar de tudo.
Algumas fotos do bosque...



Essa árvore tem mais de 450 anos, achei ela MTO linda!






Obs.- Esses dois meninos que aparecem junto na última foto são Libaneses, conhecemos eles no Templo das Serpentes e eles nos acompanharam durante todo o resto do passeio. Óbvio que não lembro o nome deles...

terça-feira, 20 de março de 2012

Templo das Serpentes!

                  Nossa primeira parada oficial foi no Templo das Serpentes, não sei pq, mas to desconfiando que as gurias fizeram isso de propósito! Elas foram todo caminho falando das tais cobras, e eu dizendo que não tinha problemas, que era corajosa... Enfim, vamos seguir a história, afinal uma foto fala mais do que mil palavras!
Primeiro contato das gurias!


Meu primeiro contato! ahuahuahuauau


Tá louco.. uma coisa é a teoria, e outra bem diferente é a prática. Quando a pessoa sente aquela coisa gelada escorregando pelo pescoço e vê a linguinha..
Báá, que nervoso! Quase atirei as coitadas longe, na verdade, tive que me segurar pra não fazer isso!

Essa é a casa das serpentes, olhem quantas..



O homem que cuida das cobras disse que as vezes as solta e as pessoas que moram na volta já estão acostumadas, é bem tranquilo. Sei lá... deve ser estranho estar andando na rua e pensar “O que é aquilo? Será um cachorro? Não, não é uma cobra mesmo!” MEDO!
Depois de um tempinho fiquei um pouco mais corajosa e rolou até pose pra foto! Ahuahuauah



“Rápido, rápido Farhat ela esta se mexendo... “

Vamos para Ouidah?!

18/03/2012
Genteeeee hoje o dia foi mega movimentado!
Fomos passar o domingo em Ouidah, que é uma cidade turística aqui pertinho, fica a cerca de uma hora daqui.
Acordamos cedinho e enquanto eu arrumava a mochila com água, câmeras e etc a Farhat preparou o almoço para levarmos, acabamos saindo de casa por volta das 10 da manhã.
Fomos com o carro da mãe das gurias, o irmão delas que nos levou (não lembro exatamente o nome dele, mas acho que é Hibrain).
                Na estrada tem várias banquinhas vendendo gasolina. Acho que nunca vou me acostumar com isso, é MUITO perigoso! Nessas casinhas eles guardam uma quantidade maior de combustível.


                No caminho para Ouidah paramos umas 3 vezes, pois SEMPRE que o irmão das gurias vê um policial ele para o carro pra conversar! Fica falando uns 15 minutos e dá um jeito de pedir o número do celular do policial, pois diz que se tiver problemas pode ligar direto pros amigos dele. Dá para acreditar nisso?! hahuahuahuah  
Enfim.. chegamos em Ouidah!
                Fomos dar uma voltinha pela cidade e encontramos essa senhora vendendo artesanato. Bá me atirei nos colares dela.. pena que não tinha pego mais dinheiro em casa. Adorei os produtos em Ouidah e eles são muito mais baratos do que em Cotonou.
                 Essa é a maior Igreja Católica da cidade (na verdade não sei se não é a única), estava fechado hoje, mas aproveitei pra tirar uma fotinho por fora mesmo..
                E o ultimo lugar que paramos antes de começar nossa rota turística foi nessa pracinha. Não quero ser injusta, mas acho que essa foi a primeira praça que vi por aqui. Deu uma vontade de sentar e tomar uns bons mates, mas fiquei com medo, olha a cara de braba dessa senhora! Ahuahuahauha

OBS.- Vcs viram o céu nas fotos? Em todas elas ele é nublado, né?! Pois então, aqui em Benin é RARO ver um pedacinho de céu azul. Ele é sempre cinza, parece que vai chover..

segunda-feira, 19 de março de 2012

Centro Africano

17/03/2012
Oi Gente!
Hoje a Farhat tinha aula e a Chiraz tinha que estudar, então eu decidi ir passar a tarde no Centro Africano, aquele cheio de artesanatos... Nossa que TENTAÇÃO, dá vontade de comprar tudo.
Eu adoro passear por lá, mas tem que ter muita paciência, pois os artesãos são muito insistentes, ficam chamando sem parar e puxando a pessoa de uma banca pra outra. No inicio não incomoda, mas depois de umas duas horas tem que respirar fundo pra não perder a calma.
Meu plano inicial era ver todas as bancas hoje, o que não foi possível, pois a paciência terminou na metade do caminho. Mesmo assim foi ótimo, pois vi quase tudo e já fui fazendo uma listinha com as coisas que quero comprar. Listinha.. aham, alguém acredita que ela é pequena mesmo? huahauhauha
Aiiiiiie eu AMO artesanato, tenho vontade de levar tudo pra casa.

Algumas bancas


Colares e mais colares

 
Adorei esses pingentes enormes, eles são feitos em bronze.

Tem muitas dessas máscaras aqui.. tenho vontade de comprar várias, mas não dá pq são grandes e pesadas. Droga ;(


Pra Micha! Esses grandes são difíceis de levar, mas um menor vai morar ctg Filhote! =)
Em um espaço separado das bancas tem a oficina, onde é possível ver os artesãos trabalhando em algumas peças ainda não acabadas. É bem legal, e onde tenho mais vontade de comprar..





E essas são as camas dos artesãos.
Vida dura hein, literalmente!


Ok, mas por hoje é só pessoal!
Boa noite e mtas saudades! 

Obs.- Eu sempre penso que estou no meu limite de saudade, e todos os dias descubro que não estava, que é possível sentir mais e mais falta de vcs!